Problemas em bares e restaurantes podem acontecer por diversos motivos. Seja por falhas no sistema ou razões externas, muita coisa pode acontecer para atrapalhar a rotina do estabelecimento. Mas os erros humanos podem ser mais prejudiciais, e são mais fáceis de corrigir.

Por isso, selecionamos cinco erros humanos que são mais comuns em bares e restaurantes, junto com algumas soluções para esses problemas. Veja abaixo:

1. Não conhecer o cardápio

Muitas vezes, os clientes querem saber quais os ingredientes em determinado prato, ou como ele é servido. Se essas informações não estiverem no cardápio, é função do garçom (ou quem estiver atendendo) explicar.

Se a pessoa não souber, vai causar desconforto para o estabelecimento e para o cliente, e vai atrasar o atendimento. Investir em treinamento para que as pessoas saibam o que é servido é essencial. Além do mais, os funcionários podem atuar como “conselheiros”, guiando o cliente nas suas escolhas para melhorar sua experiência no estabelecimento.

Também é possível investir em cardápios digitais, que não possuem limitação de espaço. Assim, você pode descrever detalhadamente tudo o que você serve no restaurante e até adicionar fotos, e o cliente não precisa perguntar para ninguém.

2. Demorar para atender

Isso acontece, principalmente, se o restaurante estiver cheio, mas nem sempre. Se a divisão das mesas entre os garçons não estiver otimizada para a situação do dia, eles vão perder tempo no atendimento, e os clientes vão ficar irritados. Precisamos lembrar que os clientes não vão se distribuir igualmente de acordo com a distribuição dos garçons, muitas vezes eles vão sobrecarregar alguns garçons.

Por isso, é importante gerenciar melhor essa divisão de mesas. Assim, os garçons precisam se locomover menos e ficam mais próximos dos clientes. Isso também evita que as pessoas fiquem com o braço levantado, tentando chamar um funcionário.

Outra possibilidade é utilizar sistemas para o cliente fazer o pedido sozinho. Seja um tablet na mesa ou um aplicativo em que ele possa pedir direto de seu smartphone, ele não precisa mais do garçom para essa função.

Isso economiza tempo e ainda ajuda nas compras “por impulso” do cliente.

3. Pedidos errados

O garçom pode anotar errado, seja porque não entendeu direito ou o cliente não foi claro. A cozinha pode preparar errado, seja por falta de atenção, porque o papel veio ilegível ou não está padronizado.

Seja qual for o motivo, se o pedido chegar errado para o cliente, ele não vai ficar satisfeito e você vai perder tempo e dinheiro.

Treinar os garçons para anotar os pedidos da melhor maneira possível, padronizar as anotações, bem como melhorar o processo dos cozinheiros ajuda a reduzir esses erros.

Também é possível investir em comandas digitais, acabando com anotações ilegíveis. E se o próprio cliente puder fazer o pedido, melhor ainda – a responsabilidade é dele.

4. Má gestão de filas

O surgimento de filas gigantes nem sempre é culpa do movimento alto no estabelecimento. Se a gestão de fila for eficaz, os clientes esperam pouco tempo para serem atendidos.

A melhor maneira de fazer isso é utilizar sistemas de gestão, que registram o tempo médio de ocupação das mesas e te dão conhecimento necessário para gerir melhor as filas, ou aplicativos de reservas de mesa.

Também é possível investir em treinamento e em tecnologia para reduzir o tempo de espera dos clientes – e diminuir o tempo que eles ocupam as mesas. As soluções dos itens anteriores ajudam nesse problema.

5. Má gestão de caixa e controle de estoque

Um caixa desorganizado gera diversos problemas operacionais para qualquer estabelecimento. Se você não mantém as notas fiscais organizadas, vai ter dor de cabeça na hora de pagar os impostos e fechar as contas do mês e do ano.

A falta de conhecimento do fluxo de caixa também gera problemas financeiros. Por exemplo, investimentos feitos de maneira errada e que colocam o restaurante no vermelho. Saber quais os dias e meses de maior ou menor fluxo é essencial para a gestão do estabelecimento.

Os mesmos problemas ocorrem no estoque. Se você não possui um controle ideal dos produtos, o desperdício pode ser enorme. Seja por prazo de validade dos alimentos ou compras desnecessárias, conhecer o fluxo do estoque também é essencial.

Um bom sistema de gestão é capaz de fazer tudo isso para seu estabelecimento. Ele também organiza todos os documentos e, as vezes, pode até gerar gráficos para auxiliar no planejamento estratégico do restaurante.

Você sabia que existem softwares que podem resolver todos esses problemas para você? O isyBuy é um aplicativo para bares, restaurantes e baladas que possui diversas finalidades.

Para os clientes, atua como comanda digital. Assim, ele vê o cardápio, faz o pedido e paga a conta pelo celular. Assim, ele economiza tempo de espera e não pega filas.

Para os donos dos estabelecimentos, funciona como sistema de gestão e registra informações dos clientes. Assim, possibilita a adoção de estratégias de CRM. Também ajuda a reduzir custos operacionais, vender mais e a girar melhor as mesas.

Clique aqui e veja como o isyBuy pode ajudar você a reduzir erros em seu restaurante.

Bruno é aficionado por tecnologia e por negócios, adora ver como essas duas coisas podem ser combinadas para melhorar a vida e as experiências das pessoas. Ele é engenheiro, "computeiro" e sócio do isyBuy, onde trabalha para que as pessoas parem de desperdiçar o que elas tem de mais precioso na vida: seu tempo